E agora? Voltamos aos Dinossauros?

Um misto de medo e curiosidade, é o que o sentiria a viver na era jurássica, sendo que, tal como vós, não sei o que isso foi, e creio que nunca saberei o que possa vir a ser.

O que fariam as 3.696.238.430 pessoas que em 2016 enviaram 215.3 milhões de e-mail, dos quais 116.4m foram e-mail de negócio, gastaram 1.922m de dólares em compras online e postaram 350 milhões de fotos diariamente no facebook, se deixassem de ter acesso à internet?

Será que ainda saberíamos colocar corretamente o endereço do emissor e do remetente numa carta? Seríamos capazes de fazer tanta coisa se tivéssemos de ficar a ouvir aquela música de espera dos serviços de telefone, em vez de esperarmos comodamente pela resposta ao e-mail que enviámos?

E as marcas? Voltariam a encher as nossas caixas de correio, aquelas que temos ao portão de casa (sim, elas ainda lá estão!), com folhetos e folhetos de promoções e novos produtos?

Em 2013, durante a Internet Week Europe, no Reino Unido, fizeram um estudo experimental No internet Weekno qual 5 participantes se comprometeram a viver offline durante uma semana. No período inicial todos tiveram bastante dificuldade em reorganizar-se, no entanto, no final da experiência perceberam que tinham privilegiado as relações pessoais (com amigos, família, etc.) e já não se sentiam ansiosos por não estarem 24/7 com informação atualizada.

Diapositivo1

Isto ocorreu em 2013, e foi testado com 5 pessoas entre os 2.660.000.000 de utilizadores. Hoje, com mais um milhão de utilizadores e com mais umas dúzias de números infinitos de novas ferramentas e funcionalidades online seria isto possível e praticável à escala global?

Não creio que a sobrevivência da humanidade ficasse em risco, já a sua subsistência

O mundo sem internet It’s like imagining London in the 1840s with no steam power, or New York in the 1930s with no elevators.”.

Não olhemos sequer para a parte supérflua que é o uso dos social media, ou a informação online porque os jornais e revistas continuariam a existir, mas a verdade é que os serviços disponíveis formataram as coisas de forma diferente.

As aprendizagens mudaram, a palavra “partilhar” tornou-se homónima e as pessoas “conhecem-se” sem nunca se terem conhecido.

Diapositivo3.JPG

Seria possível voltar a um mundo sem internet, mas seria necessário anos e anos de adaptação. Seria necessário mais anos para reaprendermos a viver num mundo sem internet do que aqueles que foram necessários para aprendermos a viver no mundo com (ou da) internet. Certamente que nos sentiríamos como que a voltar à era dos dinossauros e penso que nenhum de nós sabe o que isso é.

A internet está em todo o lado, de tal forma que já nos é inconsciente. Tão inconsciente quanto achar que conseguiríamos hoje passar a viver sem ela!

 

Advertisements
Standard

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s